Como Funciona o Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta grátis e excelente que lhe ajuda a entender melhor o público do seu site e a mensurar todos os resultados do marketing. Com ele você pode acompanhar o volume de visitas, a quantidade de usuários, o tempo em que o usuário permanece em determinadas páginas e, finalmente, a quantidade de conversões ou faturamento do seu negócio. O Google Analytics é a ferramenta mais apontada pelos e-commerces para analisar os resultados das redes sociais, com 83%. (E-commerce Trends, 2017). É basicamente uma plataforma que analisa dados online e, a partir de uma instalação de código nas páginas do seu site, coleta informações de usuários e as transforma em relatórios. Útil, né? Não apenas útil, mas essencial. Mas como funciona o Google Analytics?

 

 

 

 

 

 

Como Funciona o Google Analytics: O Essencial para o Seu Site

 

Toda e qualquer decisão relacionada ao seu site deve ser baseada em números, pois não há como tomar uma atitude certa sem saber o motivo das vendas subirem ou descerem em determinado período. Afinal, o que não pode ser medido, não pode ser gerenciado. Por isso, indicamos esta ferramenta ótima para tal finalidade.

Mas como funciona? Saiba, a seguir, algumas das principais funções do Google Analytics:

1. Funcionamento do painel: A primeira página que você irá visualizar trata-se de um relatório resumido dos últimos 7 dias e algumas estatísticas em tempo real do site. No menu da esquerda, você terá acesso ao demais relatórios detalhados, que são: público, comportamento, aquisição e conversões. E, além disso, é possível filtrar as datas dos relatórios alterando no campo correto. Portanto, é possível analisar todos os dados, tanto da última semana quanto de meses atrás.

 

2. As métricas: Estas são algumas das métricas que provavelmente serão as que você mais vai utilizar:

– Sessões: Uma sessão é um conjunto de ações que os usuários executam dentro do seu site em um período de 30 minutos. É o tempo que um usuário ficou ativo no site.

– Usuários: São todos os visitantes que interagem com seu site ou blog dentro do período selecionado. Ou seja, se a mesma pessoa visitou o site 5 vezes durante o mês que você selecionou, por exemplo, a métrica indicará apenas 1 usuário.

– Taxa de rejeição: Este indicador mostra a porcentagem de pessoas que abriram uma página, mas não realizaram nenhuma interação na mesma. Se a taxa de rejeição do seu site estiver alta pode indicar que o conteúdo, usabilidade ou performance do seu site precisa melhorar.

– Páginas por sessão: Métrica que pode lhe dar ótimos insights sobre a qualidade do conteúdo do seu site. Mostra o número médio de páginas navegadas em uma sessão. Quanto maior esse número for, maior poderá ser o tempo de permanência no site.

– Duração média da sessão: É nessa etapa que você conseguirá entender quanto tempo cada usuário permanece ativo no site. Se o seu site possui bastante conteúdo e esse indicador estiver baixo, não é um bom sinal, pois o conteúdo pode não estar interessante para o público.

 

3. O tráfego:

Esta parte do relatório mostra quais são as fontes externas. Blogs, sites e outras visitas que geram tráfego para sua empresa. Com isso é possível mensurar a efetividade das campanhas pagas e identificar potenciais parceiros! Algumas das fontes de tráfego são:

– Orgânico: Visitas vindas de buscas não pagas no Google. É quando um usuário busca pelo nome da sua empresa no buscador e clica em seu site. É, também, a maneira de conseguir visitantes através de técnicas SEO, que é o principal conceito de estratégia digital de marketing digital.  

– Social: Links direcionando para o seu site, provenientes de alguma página de redes sociais, seja orgânico ou pago.

– E-mail: Quando a fonte de tráfego vem de um e-mail marketing ou newsletter.

– Direto: Este dado aponta quantas pessoas digitaram a URL do site da sua empresa diretamente no navegador. Ou seja, são usuários que já conhecem o seu negócio.

– ReferencialEsses são sites de referência, ou seja, qualquer blog ou site que aponte para a sua página.

– Tráfego Pago: O Tráfego Pago são anúncios publicitários criados através de plataformas específicas gerando acesso rápido ao seu site. Este tipo é ofertado pelas grandes companhias de Internet. Os mais comuns encontrados são o Facebook Ads, o Google Adwords, o Youtube Ads, Linkedin Ads e o Bing Ads.

 

Hora de Aplicar!

 

Agora que já entendeu como funciona o Google Analytics, é hora de aplicá-lo em seu negócio! Com essa ferramenta fantástica, você saberá tudo que o usuário fez em seu site, facilitando a decisão de que ações devem ser tomadas para que as vendas cresçam e não diminuam, além de manter o seu site conhecido, mensurando corretamente cada resultado e melhorando sua presença no mundo online.

 

Curtiu o conteúdo deste artigo? Compartilhe nas redes sociais!

 

 

 

Deixe uma resposta

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *