5 erros comuns na criação de sites

erros comuns na criação de sites

Hoje em dia, a maioria das empresas querem fincar sua bandeira no mundo online, afinal a internet está cada vez mais presente na vida das pessoas. Com isso, os sites se tornaram o meio mais eficaz de comunicação com os consumidores. O problema é que algumas pessoas acham que apenas ter um site resolve o problema.

Primeiro vamos esclarecer uma coisa: há uma grande diferença entre montar e criar um site. “Montar” qualquer pessoa pode, inclusive você que está lendo este texto. Basta pesquisar na internet empresas que fazem sites gratuitos e escolher um entre centenas de templates prontos que elas disponibilizam. Quando você monta um site, o máximo de trabalho que terá é escolher cores, inserir alguns textos e imagens. Veja bem, nada contra quem decide por esta opção. Algumas vezes pode até ser melhor, depende da estratégia escolhida e o quanto você tem disponível para investir.

Agora, se você quer ter um site que atenda às expectativas dos seus clientes e que crie uma imagem positiva diante deles, você deve fazer algo personalizado. Nesse caso a opção é “criar” um site. Porém, a competição no mercado online é tão acirrada quanto no mercado físico e qualquer descuido com a definição de um dos itens e a forma como são inseridos pode ser muito grave.

Listamos abaixo 5 erros comuns na criação de sites e algumas dicas para cada situação. Veja:

Não ter um objetivo definido

Todo site precisa de um objetivo final para ser criado e a ausência dele é um dos erros comuns na criação de sites. Isso parece óbvio, mas para algumas empresas, elas precisam ter um site simplesmente porque as outras empresas têm. Quando se encaixam neste perfil, raramente as empresas possuem uma estratégia eficaz de como atingir o seu público alvo, tornando-se impossível medir os resultados e avaliar se as metas estão sendo alcançadas ou não.

Para criar uma estratégia eficaz, toda empresa precisa conhecer bem o seu público alvo. A criação de personas pode auxiliar nesta tarefa, pois este processo consiste em definir o perfil dos seus clientes, o que ele pensa, quais os problemas que eles querem resolver e suas aspirações.

Não orientado à conversão

A ausência de um direcionamento à conversão também é um dos erros comuns na criação de sites. O alcance ou não dos objetivos estão automaticamente ligados à taxa de conversão. Conversão nada mais é do que uma ação que você deseja que o seu visitante faça ao entrar em seu site: comprar um produto ou serviço, assinar uma newsletter, compartilhar um conteúdo etc.

Por isso, já no início do projeto, na etapa de criação do wireframe, deve ser levada em conta a jornada do visitante até realizar a conversão desejada. Um ótimo meio de medir se um layout é eficaz ou não para uma conversão é o uso do teste A/B. No teste A/B você disponibiliza ao mesmo tempo duas versões diferentes de páginas para os visitantes. No final do prazo estipulado, você avalia qual teve a melhor taxa de conversão.

Profissionais não qualificados

Sabe aquela frase “o barato que sai caro”? Então, é o que geralmente acontece com os empreendedores que cometem este erro, muitas vezes, por contarem com um orçamento muito apertado. No início, o resultado final pode até parecer satisfatório, mas essa breve impressão logo vai embora com o aparecimento dos primeiros erros.

Geralmente, desenvolvedores contratados a um preço muito abaixo do mercado, não possuem conhecimento técnico suficiente para criar um bom projeto que atenda às necessidades do cliente. Raramente o serviço de manutenção é realizado e o empreendedor se vê obrigado a contratar uma segunda pessoa ou uma empresa para tentar resolver o problema.

Não ser responsivo

A cada ano, o tráfego proveniente de dispositivos móveis se torna maior. Criar um site que não seja responsivo significa perda de dinheiro duas vezes e este é também um dos erros comuns na criação de sites.

Primeiro, porque se um usuário acessar seu site pelo celular, por exemplo, e não conseguir visualizar as informações, ele provavelmente acabará desistindo de navegar na sua página, migrando para um dos seus concorrentes. Segundo, porque se você quiser adaptar o seu site no futuro para dispositivos móveis, terá que criar uma versão mobile e isso significa um novo gasto com mão de obra.

Usabilidade e navegabilidade ruim

Outro erro é usabilidade e navegabilidade ruins e estes deveriam ser os itens mais importantes a serem discutidos, pois tratam da facilidade que os seus clientes terão em navegar e encontrar o que desejam.

Esse dois itens interferem diretamente na taxa de conversão, pois primeiro o usuário navega e dependendo da experiência que tiver, ele decide se fará a conversão ou não.

Ao desenvolver um site, deve se levar em conta que nem todas as pessoas que vão acessá-lo estão cem por cento familiarizadas com a web. Por isso, o menu do site deve ser simples, proporcionando ao usuário uma navegabilidade lógica e intuitiva, com uma busca eficiente através do menor número de cliques possíveis. As informações devem ser dispostas de acordo com o seu grau de importância e os textos devem ter tamanhos adequados.

Algumas coisas podem parecer óbvias para quem participou diretamente do desenvolvimento do projeto, mas para o usuário não. Uma boa maneira de detectar estes erros é solicitar a uma pessoa que não participou do projeto, que ela realize um procedimento chamado Q.A. (quality assurence) ou controle de qualidade. Este processo consiste em testar e detectar erros e defeitos em todo o site antes que ele vá para o ar: correção ortográfica, abertura em diferentes navegadores e dispositivos, links quebrados, criação de cenários para testes de ações dentro do site etc.

Caso esteja pensando em criar um site, leve em consideração as dicas acima. E se você já tem, analise se está pecando em alguma delas e tente colocá-las em prática. Temos certeza que você terá um bom retorno sobre essas ações.

5 comentários sobre “5 erros comuns na criação de sites”

Deixe uma resposta

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *